Ignorar pré-carga
Pesquisas
Which of the following countries is most worthy of becoming next Launched MMM Country?
Responda
Pesquisas

Ideologia


Nossa ideologia até 2018

Agora eu escreverei e postar no site textos ideológicos periodicamente. :-)) Esse texto pode ser usado como base para panfletos, vamos dizer. Ele pode ser cortado se necessário. Existem muitas cartas na minha história, mas mesmo assim. :-))

O mundo moderno é mau, desumano e injusto. É o mundo do dinheiro. Não é para as pessoas. É para aqueles que produzem dinheiro para banqueiros e financiadores. E pessoas comuns apenas servem eles como atendedores. Eles varrem os seus palácios.

O que está por trás do bem-estar social? Trabalho. Mas por que um banqueiro vive em centenas, em milhares de vezes melhor que um operário, um camponês? Eles trabalham mais? Não faz sentido? É ridiculo dizer isso! Eles nem mesmo produzem alguma coisa! Sem valores materiais! Mas por que?

Você não sabia? Além disse, talvez, você se pergunta com toda a sinceridade agora, lendo tudo isso: "Bem... Banqueiro e operário, ambos trabalhadores simples como eu e o meu vizinho Johnny! Hmmm... não pode ser comparado. Banqueiro é um banco, dinheiro, relações e contatos! Mas quem somos nós, junto com Johnny? Ninguém! Naturalmente, o banqueiro vive melhor que nós."

Mas não há nada "natural" aqui. O ponto é que todo mundo se acostumou com essa situação e tomaram como certo. Como uma questão de curso, o banqueiro tem que viver melhor e não pode ser de outro jeito. Mas pode sim!

Então como? Por que o banqueiro trabalha menos, mas vive melhor? Melhor que o operário ou o minerador? De qualquer forma, intuitivamente vocês tem a resposta sozinhos. Por que "o banqueiro é o banco, dinheiro." Exato! DINHEIRO! Esse é o ponto, o pilar! E sobre ele, sobre o dinheiro que devemos conversar em detalhes.

Então, o que é dinheiro? Você já pensou sobre isso? Uma fórmula de cálculo? A medida do trabalhador? Como nos foi falado na infância, quase do berço: "Temos que trabalhar, trabalhar e trabalhar! O dinheiro não vai cair do céu. Eles deviam ser honesta e dificilmente ganhos!" Etc, etc, etc. Parece familiar, não? Familiar e nauseante. Diga, então, para Abramovich (russo oligárquico, dono multimilionário do clube de futebol inglês "Chelsea"), que ganhou todos os seus bilhões "honradamente e com o suor na frente". Pergunte-se como ganhar dinheiro honestamente. Será uma piada.

Sim, nós temos que trabalhar. Mas o que devemos esperar no fim? Uma velho servido de aposentadoria pequena e esfomeado? Pobreza... Você gastou toda a sua vida, trabalhando em alguma oligarquia, acabou com toda a sua energia e saúde, foi espremido como um limão, e depois de tudo você foi jogado na lixeira como um resíduo. Isso é necessário? Mas é a horrível realidade da sociedade moderna. Isso é o que devemos sempre esperar no fim, quase certamente; tudo termina dessa forma para a vasta maioria do mundo de hoje. Como terminou para os pais e mães deles, avôs e avós... Como terminará, no presente acostumado, para os filhos e netos. Bisnetos... Então, por sua vez, para os filhos e netos deles, e por aí vai, o jeito do mundo. Por que? Todo esse erro, injusto! Isso não deve existir! Por que algumas pessoas tem tudo, e outras tem nada? Por que algumas pessoas andam com chinelos dourados, enquanto outras não conseguem pagar as contas do mês? Eles não sabem como alimentar as suas crianças, embora todas elas "trabalhem honestamente". Por que isso acontece? Além de sermos pessoas, somos irmãos. Somos "iguais", não somos? Então por que?!

Por que existe uma mentira ao nosso redor. Uma gigante, contínua, monstruosa mentira. Não acredite em nada do que é passado diariamente na TV por satisfeitos e bem-arrumados mestres da vida.

E que as pessoas não são iguais, e que o dinheiro não é uma medição do trabalho. Tudo isso é uma mentira descarada e insolente. Mentira, mentira, mentira e mentira mais uma vez! Isso é o macarrão, que é pendurado em suas orelhas. Por que eles fazem isso? Só para fazer as pessoas serem manipuladas mais facilmente.

Então você é oligárquico agora. (Ou talvez um deputado sem valor qualquer!) Você é igual aos outros? No quê? Você vive de um jeito diferente, come em diferentes lugares e descansa de uma forma diferente. Em um dia ele gasta mais do que você gasta em um ano! A esposa dele não sai de Courchevel. E a sua?... Ele é tratado nas melhores clínicas suíças, e você? As crianças dele e as suas... Já comparou? Bem, onde está a "igualdade"?

Talvez, vocês sejam iguais nos direitos, não são? Ah, eu esqueci dos direitos. Como está escrito na nossa Constituição, não é? (Pelo jeito, existem muitas coisas escritas numa cerca também. Coisas ótimas e inteligentes. Leia no seu tempo livre. Você será inspirado por elas. :-)) E que tipo de direitos de "igualdade" nós temos com um oligárquico ou banqueiro? Eu estou curioso!

O direito de trabalhar? Certo, nós temos um direito no nosso país. Ninguém argumenta. Trabalhar duro pelo benefício de... Você trabalha duro na fábrica, e ele... Cada um com o seu, ele diz.

O direito de eleger e ser eleito? Hmm... Bem, você pode eleger, é claro, você é bem-vindo. Apenas vote! (Não importa quantas pessoas votam, o mais importante é como os votos são contados. :-)) E sobre "ser eleito"? Você vai ser eleito em algum lugar? Você tem o dinheiro pra isso? A reserva de ouro para a campanha da eleição? Não? Então, respire suave e relaxe. Volte para a sua fábrica, continue a trabalhar e não balance o barco. Essa vida de festa não é pra você. É para aqueles que são mais iguais que você. :-))

O que mais existe? Não é a essência. Não há sentido para continuar. Eu espero que tudo já esteja limpo, que o tipo de "direitos iguais" que vocês tem sejam mais iguais.

É tudo sobre igualidade universal e fraternidade. Em sua forma figurada, eu acho. Agora nos movemos para o dinheiro. Nós não falamos sobre a "medida de trabalho". Isso é conto de fadas para idiotas. Dinheiro não é nenhum tipo de "medição de trabalho". (De outra forma você teria que viver como um lorde. Ou talvez você não trabalhe tanto? Eu não sei. :-))

Mas o que é dinheiro? Algemas. Correntes. Cadeias. Cadeias duráveis e inquebráveis, segurando os escravos em sujeição de forma mais confiável do que qualquer aço. O que são escravos no século 21? Você me pergunta o que são escravos? Você e eu! Todos nós! Eu, você, ele, ela... Todos nós! Todos somos escravos. Escravos do dinheiro. Mais precisamente, somos escravos dos que imprimem o dinheiro. Somos escravos dos nossos mestres.

Nada foi mudado durante todos esses séculos na Terra. Oh-ho-ho!.. Nós vivemos até agorda no sistema de escravidão. Apenas por fora tudo parece ser mais decente, mais delicado e mais sofisticado. Nossas algemas não são mais pesadamente enferrujadas e de aço, elas são invisíveis e sem peso agora. Elas não parecem existir. Você pode ir aonde quiser. Você pode fazer o que você quiser. Você é livre!

Mas na verdade as algemas ainda existem. Ainda, droga, você não é livre! "Liberdade" é uma ilusão. Dinheiro! Esse é o ponto! Bem, onde você pode "ir" sem dinheiro? Hoje não é mais a Idade da Pedra; você não pode viver numa caverna, não pode se vestir com pele de animais e não pode caçar mamutes. (E onde estão eles, esses malditos mamutes? :-)) Você precisa de uma casa, roupas, comida. E isso é tudo feito com dinheiro, dinheiro, dinheiro... E mais uma vez dinheiro! Afinal, todas as coisas ao nosso redor são para o dinheiro. Você não pode dar um simples passo sem ele. Mas onde encontrar o dinheiro? Você está certo, você tem que ganhar ele. Você ouviu? Barulho de correntes, assovio do chicote e o grito do mestre?

Você já pensou que é imoral vender a si mesmo? Esse tipo de prostituição, de vender suas próprias forças, cérebro, tempo... Onde está a diferença entre vender todo o seu corpo? Sim, você vai objetificar aquela pessoa para o trabalho. Se todos parassem de fazer seus trabalhos, o que aconteceria? Voltaríamos às cavernas e a nos vestir com pele de animais novamente, não é?

Está certo. Tudo está certo. É muito sensato, lógico e fácil de entender como o ABC! (Pelo menos eu entendi. :-)) É sobre isso que eu estou falando! Nada foi mudado durante todos esses séculos na Terra. E esses argumentos "convincentes" com certeza poderiam ser ouvidos pela sociedade escrava, enquanto o escravocrata tenta fazer os seus servos, rebeldes e pouco alfabetizados, acreditarem é preciso trabalhar duro. (Escravos estúpidos! :-)) E depois, muito recentemente, em tempos históricos os senhorios diziam a seus servos: "Afinal, se vocês pararem de trabalhar, de arar, de semear e colher, o que vai acontecer?! A nossa sociedade desmonorará! E nós morreremos de fome!"

Sim, é necessário trabalhar, para criar algo útil para a sociedade. De outra forma a sociedade degradaria e morreria. Mas primeiramente, nós temos que trabalhar voluntariamente, não por um prato de sopa e não apenas para sobreviver; nós temos que fazer o que nós gostamos de fazer!

E segundamente, se alguma coisa é necessária para trabalhar — é necessário para todos. Todas as pessoas são iguais, não? Então vamos todos trabalhar. A situação quando alguém ganha dinheiro (numa mina, na fábrica com o suor salgado e calos ensangrentados!) enquanto outros simplesmente imprimem eles (sentados e bebendo uísques caros), é anormal. Tal situação não é aceitável no princípio. E não há "explicações" para esses costumes. Absolutamente de nenhum jeito!

Dinheiro é só um papel, embalagens de doce. Eles não são voltados para nada tangível e, de acordo com ele, o dinheiro é simplesmente desenhado. (Me desculpe, é impresso. :-)) E então esses papeis de doce são distribuídos aos escravos como "salário pelo trabalho"; Quando os escravos ganham um papel extra, isso significa que o salário é aumentado. :-)) E então eles estão felizes. Você está chocado? Alas, c'est la vie. É a nossa amarga realidade.

Como o mundo financeiro é organizado? É uma pirâmide. O SRF, Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos é o topo. O SRF imprime dólares. Quanto? Quanto ele quiser! É claro, SRF adere a algumas de suas próprias leis internas e regulamentações; Ele tenta, por exemplo, não imprimir tantos dólares para prevenir a completa desvalorização da moeda, etc, etc. Mas em princípio, o SRF imprime tantos dólares a sua vontade preferir. Pelo menos, não existem nenhuma limitação externa para isso. Absolutamente! O SRF dos EUA é guiado unicamente pelas razões da conveniência.

Os níveis mais baixos da pirâmide global são os bancos de diferentes países; todos os outros bancos nacionais são situados em níveis menores. É claro, tudo isso é levemente simplificado, mas em geral tudo corresponde à realidade e reflete uma imagem global. Por que precisamos de bancos? Dizendo figuradamente, o banco faz o papel de vasos sanguíneos no organismo social. Através desses vasos o dinheiro (sangue) sai do coração (o Banco Central) e entra a todos ao seus órgãos. O dinheiro (sangue) lava esses órgãos, traz vida à eles!.. (Não sou eu que está dizendo isso. Você pode procurar essa informação em qualquer livro de economia. :-))

Em qual conexão os dólares são mencionados aqui? E qual relação o SRF tem com nós, pecadores? A mais direta relação conosco, estou lhe dizendo! Afinal, o dólar é a moeda global. (Você não sabia disso? :-)) Vamos supor que o Banco Central da Rússia ("um pequeno e orgulhoso pássaro" :-)) não pode imprimir rubles sem a permissão do SRF dos EUA! De forma alguma! Desde quando a Rússia fornece óleo e gasolina para os Estados Unidos por um bilhão de dólares (é um vagão de peças coloridas de papel com imagens de grandes presidentes americanos!), então o Banco Central Rissp será permitido a imprimir rubles na quantia de um bilhão de dólares com uma consciência limpa. Esse é o único jeito. De outra forma, a Rússia seria expelida do FMI, e em geral, o ruble não seria uma moeda livremente conversível. Mas deixa pra lá. Esse é um tópico para outra conversa. Cheque o meu site depois. :-)) Não se distraia. Vamos voltar à pirâmide.

Bem, ok. "Os vasos sanguíneos!.. lavam!.." — tudo isso, é claro, é lindo, mas a questão principal é: por que o banqueiro vive melhor que o operário? Nós ainda temos de responder! Então o que, ele é o vaso sanguíneo? Devemos dar a ele um bônus de dinheiro por isso ou vouchers para uma dieta aprimorada? Eu, por exemplo, construo casas ou faço pão. Isso é muito importante, inclusive. Ele trabalha mais duro que eu? Não. Então por que ele vive melhor?

E mais uma pequena pergunta. Eu trabalhei e trabalhei como um condenado para o benefício público, da manhã até à noite, mas mesmo assim eu não consigo pagar os empréstimos. Todos os meus amigos estão na mesma situação. Isso é normal? É óbvio que é errado e injusto! Toda essa escravidão eterna. Mas a quem eu devo dinheiro? Eu devo dinheiro aos bancos, aos vasos sanguíneos, lavando tudo, todas as coisas! Eu não preciso dessa merda de lavação! Resumindo, eles nos fazem de bobos. Só isso. Como sempre. Os banqueiros levam vantagem pelo fato que nós, simples trabalhadores, não temos tempo para pensar nesse esquema complicado, nós temos que alimentar as nossas famílias. É por isso que eles levam vantagem dessa situação e sobem nas nossas costas. Bastardos! Mê de uma arma e eu..........!!

Calma, calma! Tenha calma. Vamos pensar juntos, ok? Calma e lentamente. Mas eu quero avisar que você tem que treinar o seu cérebro. Não é fácil acabar em dois minutos com essas coisas que foram fixadas durante os séculos pelas mais sofisticadas mentes da humanidade. Mas nós tentaremos. Pelo menos nós mostraremos algo visualmente, alguma coisa da vida dos bancos modernos. Nós demonstraremos tudo na prática, por assim dizer. Você vai gostar. :-))

Então imagine a seguinte situação bastante normal!

Há dois amigos. Miguel e André. Também imaginemos o senhor Pérez, o banqueiro de Miguel e André, que guardam o dinheiro em seu banco. Miguel quer comprar a bicicleta de André mas não tem bastante dinheiro. Tem só 10 reais e André quer 100 por ela. Aqui aparece o problema. O que Miguel faria? Pagaria seus 100 reais a André e lhe pediria que não vendesse a bike a ninguém, prometendo que pagaria o resto mais tarde. Ao mesmo tempo se dirige a seu banco, ao senhor Pérez, para pegar a quantia de 90 reais que faltam. Não obstante, o negócio do senhor Pérez não vai muito bem mas sabe perfeitamente que André tem 10 reais de Miguel. O que André faria com isso? Por segurança, ele depositaria no seu banco, ao senhor Pérez. Por isso o senhor Pérez pede a Miguel que pague no dia seguinte, esperando que o mais cedo possível receba o dinheiro de André.

No final ocorre assim. No dia seguinte André leva seus 100 reais ao banco e o banco, por sua vez, dá o dinheiro a Miguel. Miguel o entrega a André que volta a depositar no banco. E assim até que o tolo do Miguel economize bastante dinheiro para comprar a bicicleta.

Confundiram-se um pouco? =) É preciso ter paciência. =) Os demônios nos confundiram por muitos séculos, inclusive os banqueiros e os financiadores. Não passa nada

Então o que temos no final? Miguel finalmente conseguiu a bike de André. (uau! :-)), mas ao mesmo tempo, Miguel deve 90 reais ao banco (Sr. Pérez), e o banco, por sua vez, deve 100 reais à André.

Em outras palavras, esses 10 reais, que existiram inicialmente, magicamente se transformaram em 200 (R$ 190 de dívidas mais R$ 10 de verdade)!

Mas esses 10 reais poderiam inclusive se tornar em milhares de reais. Até mesmo em milhões, ou bilhões! Se Miguel fizesse uma compra mais cara. Nesse caso nossos 10 reais fariam aumentar a quantidade desses ciclos, circuitos de mãos em mãos. É isso. :-))

Então, o que acontece no mundo de hoje? SOS! Parece ser que o banco ainda faz o dinheiro aparecer do céu e multiplica ele! Não apenas o SRF pode produzir dinheiro, mas os bancos também! (Na verdade, todo mundo pode fazer isso, com exceção de você e eu. Nós não estamos no negócio dessa vida de celebração. Eu gostaria de imprimir ou desenhar dinheiro como quisesse. :-)) E de fato, esses bancos multiplicam o dinheiro sem controle algum! E ainda estamos imaginando, por que o banqueiro vive melhor? Que tolos ingênuos que nós somos! Agora está explicado. Quem produz o dinheiro, é claro, vive melhor! :-))

Mas isso não é o suficiente! Nesse momento o pobre Miguel NUNCA será capaz de pagar suas dívidas ao banco! Não importa o quão duro ele trabalhe. Miguel tolo, que não sabe disso ainda, que é um escravo para o banco, na escravidão do crédito para sempre. Porque esses R$ 90, que ele deve ao Senhor Pérez, não existem na natureza. Esperto o Sr. Pérez, que fez esse dinheiro do nada; ele criou ele do ar! Apenas um clique! E R$ 10 se tornaram em R$ 200.

Sim, mas você pode perceber que o banco deve R$ 100 ao André. E por sua vez, o banco está no sistema de escravidão de André e não será capaz de pagar suas dívidas à André, também. Então cadê o lucro do banco? Qual é a jogada?

Ha! Você perguntou qual é a jogada! A jogada é que, de fato, o banco tem muitos Andrés, milhares e milhões, e eles nunca virão pegar todo o dinheiro deles ao mesmo tempo. Se um André vier, o banco retornará o dinheiro dele de outros dez depositantes, é isso. Isso significa que as dívidas do banco não são perigosas e onerosas. De fato, a dívida do banco é virtual; ela existe apenas no papel ou no programa de computador. Ele nunca será reembolsada de verdade. Apenas em caso de pânico, se acontecer, quando depositantes assustados repentinaente vierem pegar seu dinheiro — tudo de uma vez! Você saberia o porquê de os bancos falirem de tempos em tempos? Aqui está o porquê. Porque não há dinheiro suficiente no mundo para todos os depositantes! Existe 90% de ar (dinheiro imaginário) nos cofres bancários. Apenas um nevoeiro lilás. :-))

Assim, o banco não tem problemas. Não precisamos se preocupar com isso. Mas o nosso André tem sérios problemas agora. Ele tem de reembolsar todas as dívidas com o banco! Completamente! Com propriedades e sanções. Você sabe disso. Ele será forçado a fazer um novo empréstimo para pagar o antigo. E então tudo acontece de novo, e de novo, sem fim, até sua morte! E não há um jeito de dar jeito nesse nó de crédito correndo. Não existe em princípio! É isso! A armadilha funcionou. Agora Miguel é um devedor perpétuo do banco. Ele é um escravo. De agora em diante ele irá trabalhar, trabalhar e trabalhar para o banco... Até ele morrer. E mesmo assim ainda não irá pagar as dívidas. Depois de sua morte, seus filhos e bisnetos irão trabalhar para esse banco. Todos eles são futuros escravos do banco. Mais precisamente, eles são escravos desse monstruoso e canibal sistema financeiro global, que gerou esse cruel e desumano mecanismo, que precisa ser destruído.

Apocalipse Financeiro! Ele pode quebrar nossas cadeiras financeiras e pode salvar todos nós. Ele pode finalmente nos lançar há séculos da escravidão. Todo o passado será queimado completamente em chamas purificantes do Apocalipse e o futuro será estabelecido. A Reserva Federal será queimada e o vendo da mudança dissipará as cinzas do SRF, dessa droga de polvo insaciável, dessa aranha que enredou o mundo inteiro com essas redes financeiras pegajosas; bancos na sua forma atual serão jogados ao chão. Eles não "lavam" nada. Não acredite nessa besteira! Eles trazem a morte para todas ascoisas vivas. Eles sugam o nosso sangue. Bancos são parasitas no corpo saudável da sociedade, ácaros, inflados por nosso sangue. Eles são vorazes e insaciáveis sanguessugas, que se agarraram firmemente a nós. O que eles atualmente fazem de útil? Eles fazem empréstimos ao seus interesses chantagistas?

Atualmente, por que os bancos te cobram coisas no empréstimo? Você já se perguntou sobre isso? Cobiça sempre foi condenada e desprezada todas as vezes e em todas as nações. Mas agora essa é a lei. Um empresário faz um empréstimo bancário. Para quê eles querem coisas dele? Ele quer criar algo útil para a sociedade, para a sociedade inteira, incluindo os banqueiros. Ele tem que ser encorajado e receber privilégios por aquilo, em vez de ter sua pele arrancada.

Mas os bancos de hoje não foram criados para isso. As propriedades da sociedade não é importante para eles; os bancos tomam cuidado apenas sobre os lucros financeiros e benefícios próprios. Eles não se preocupam com as pessoas. Os bancos de hoje são fieis servos da Reserva Federal; eles são gananciosos e ávidas sanguessugas, pequenos vampiros a serviço de um gigante e maldoso monstro, moderno conde Drácula, que mergulhou o mundo inteiro na escravidão financeira, e ele suga e suga o nosso sangue. E ele continuará a sugar o sangue de nossos filhos e nossos bisnetos, se não o pararmos e o destruirmos. Martele uma estaca em todos os bancos, e não se esqueça das balas de prata! Apocalipse! Apenas apocalipse financeiro! Nós não temos outra escolha. Nós não somos escravos. Nós somos pessoas, e escolhemos liberdade!

E essa liberdade já está no limiar. Agora, com a chegada do MMM, o apocalipse financeiro é inevitável! A partir de agora é só uma questão de tempo. Os grãos foram semeados, e eles germinarão. Agora, nesse exato momento. E ele não vai apodrecer.

O que é MMM?

Sociedade de Ajuda Mútua Global, Banco das Pessoas do Mundo, Rede Social Financeira — você pode chamar como quiser! O ponto não está no título. O ponto é que isso é uma rede informal voluntária de milhões de pessoas ao redor da Terra, pessoas, que se levantaram contra a escravidão financeira. Eles decidiram declarar guerra contra o SRF e os outros bancos e ganharão ela! Para alcançar essa conquista eles juntaram o seu dinheiro. E não importa que separadamente as suas economias não são grandes, mas existem muitas pessoas no MMM, milhões, e juntas formam uma força tremenda! Força invencível! E essa força está crescendo com o passar de cada dia.

De fato, o banco existe por causa de quê? Por causa das oligarquias e dos bilionários? Não, eles existem devido às mesmas pessoas comuns que mantém a sua mísera economia em bancos. MMM realmente chuta o traseiro dos bancos, abrindo os olhos das pessoas. Por que as pessoas guardam as suas economias nos bancos? Por que não existe alternativa; bancos são monopolistas: onde as pessoas devem pegar o dinheiro delas? (como o André — para o Sr. Pérez) Não no banco, então em outro. (Não para o Sr. Pérez, mas para outro banqueiro. O seu nome é Sr. Amaro. Mas de qualquer forma, dá na mesma merda.) Todos eles são pintados com o mesmo pincel; todos eles são filhos vindos da solícita mãe-aranha chamada SRF. Eles são pequenas aranhas.

E agora nós finalmente temos uma alternativa. MMM! É seu! As pessoas podem acessá-lo de qualquer lugar. Hoje você ajudou — amanhã será ajudado de volta. Esse é o princípio do MMM. Você quer um banqueiro gordo comprando outro limusine ou construindo outra vila para o seu dinheiro "dificilmente ganho"? Você quer virar o próximo Miguel ou o próximo André? Você quer ser o próximo escravo? É melhor se juntar ao MMM, e deixar o seu dinheiro ajudar aqueles que estão precisando agora mesmo! Às pessoa de baixa-renda, deficiente, pensionista e às famílias de muitos filhos. Ajudem aos que se parecem a vocês.

MMM é uma espécie de cofre comum gigante, onde todas as pessoas botam o seu dinheiro lá dentro, e então pegam ele de volta, na quantidade que for necessária. O tão quanto que for necessário nesse exato momento, onde não o rouba para viver no luxo.

De fato, o ser humano não precisa de muito dinheiro. É importante apenas a consciência que ele tem dele. A única coisa, que é realmente necessária para todos, é a confiança no futuro. MMM dá essa confiança às pessoas, ele dá a sensação de cumplicidade, que você não está sozinho! Você será sempre ajudado em tempos difíceis. Você não será deixado sozinho. MMM é o começo de uma nova sociedade, uma sociedade mais clara e limpa. É o começo de um mundo novo, onde o dinheiro não existirá, onde tudo será diferente. Honesta e completamente. Não existirão mais escravos e mestres. E todos trabalharão com prazer e para o benefício da sociedade. E o bem finalmente conquistará o mal. Tudo acontecerá nesse mundo novo. Certamente!

Bem-vindo ao Sistema MMM!

Nós estamos esperando por você! Nós Podemos Fazer Muito! Nós Mudamos o Mundo! E mudaremos. Tudo será MMM! O Apocalipse Financeiro é inevitável!

P.S.: E pelo jeito, essas notícias aparecerão depois de escrever esse artigo: Obama recusou a emitir um trilhão de moedas. Bem, e daí? Alguém ainda acredita, mesmo depois disso, que o dinheiro é uma medida de trabalho? :-)) Depois de tudo, alguns ingênuos simplórios imaginam o processo da criação do dinheiro como uma espécie de sacramento: se você criou o valor material, vamos supor, você fez um parafuso, ou seja, o dólar nasceu em algum lugar no mundo. Outro tolo nasceu em algum lugar do mundo. :-)) Sim! "O dólar nasceu." Não me faça rir! Eles pegaram uma peça de metal e escreveram "1 trilhão de dólares" nela. Então, o que isso significa? Esse trilhão nos parafusos nasceu, não nasceu? :-)) É sobre isso que eu estou falando. É anormal, quando uma pessoa dificilmente ganha o seu dinheiro, e outra apenas cria eles. É um mundo mau e injusto. Apocalipse Financeiro! Esse é o único método! Nós não temos outra escolha!


Nossa ideologia

1. As Pirâmides

Pirâmide (também pirâmide de investimentos) — é o sistema que providencia rendimento aos membros da estrutura devido à atração constante dos fundos de novos participantes: a renda dos primeiros participantes da pirâmide é paga dos fundos de próximos participantes. Normalmente as pirâmides financeiras são registradas como instituições comerciais e atraem fundos para financiar um determinado projeto ou propósito. Se a rentabilidade real do projeto for menor do que a rentabilidade prometida aos investidores ou tiver zero de rentabilidade, então parte dos fundos de novos investidores é direcionada para pagar a renda. Os fundos arrecadados não são direcionados para a compra de ativos líquidos, mas são utilizados imediatamente para pagamentos aos participantes anteriores, para pagar a publicidade de projetos e o lucro dos organizadores.

A principal diferença entre uma pirâmide financeira e um projeto de negócio real é a fonte do pagamento de renda. O montante dos pagamentos de renda excede de maneira estável o valor agregado que esse negócio oferece, podemos dizer que o projeto é uma pirâmide de investimentos.

De fato, a pirâmide financeira é um sistema de ajuda financeira e mútua, que inclui a unificação voluntária da quantidade crescente de participantes. Ela prevê uma taxa de admissão de cada novo participante em forma de doação. Ao mesmo tempo, cada novo participante também proporciona lucro para si mesmo atraindo novos participantes para o sistema.

Não importa se uma estrutura de rede foi criada para a promoção de bens ou apenas para dar aos seus participantes a oportunidade de ganhar. Embora esquemas de pirâmide geralmente culpem pela ausência do produto, que pode ser usado fora da pirâmide, estas acusações são injustas, porque o serviço é o mesmo produto e chegando, por exemplo, em uma sauna (para receber um serviço), nós não pedimos uma permissão para levar algum objeto para casa. Na sauna pagamos pelo serviço de nos dar uma oportunidade para tornarmos um pouco mais limpos, na pirâmide pagamos pelo serviço de dar uma oportunidade de nos tornarmos um pouco mais ricos.

2. Pirâmides na história mundial. Experiência de diferentes países

Pela primeira vez o financista escocês John Ló falou sobre ela na França há quase três séculos atrás, em 14 de dezembro de 1720. O «sistema do Ló» criado por ele tornou-se, de fato, a primeira pirâmide financeira da história europeia.

Nascido em 1671 em uma família de nobres escoceses, o futuro financista desde a infância sonhava em não viver como todos os outros. Para isso, é claro, foi preciso muito dinheiro, e ninguém quis dar esse dinheiro para o Ló sem mais nem menos.

Ló tentou jogar cartas, mas isso não trouxe um grande lucro para ele, e então ele se dedicou aos livros. Tendo examinado toda a literatura que ele conseguiu naquele momento, John percebeu que o dinheiro não deveria ser criado em minas de ouro ou prata, mas sim em instituições financeiras e creditarias. Ou seja, ele ofereceu substituir as moedas da época por notas de papel.

No seu país natal ninguém quis entender os propósitos do Ló, e ele foi para a França, O rei Luís XV tinha apenas sete anos de idade e quem reinava era o sobrinho de seu pai, o duque de Orleans. Ló sugeriu para ele criar um banco que emitiria notas bancárias garantidas pela tesouraria e pela terra. O sucesso do recém-criado banco do Ló foi enorme. As notas emitidas foram reconhecidas como moeda legal, e logo a tesouraria da França encheu até o ponto que o país voltou a prosperar. Mas o gênio-financista não achou isso o suficiente — um novo plano de lucrar já estava nascendo em sua cabeça.

Em 1817, a "Companhia do Mississipi" ou, também chamada como a "Companhia das Índias" iniciou seu trabalho na França. Ló foi um dos primeiros a avaliar as possibilidades de publicidade para manipular a opinião da multidão, e logo as ações da empresa tiveram uma demanda enorme. Seu preço logo ultrapassou as 40 denominações. Todo mundo — dos comerciantes até os plebeus estava envolvido em vendas das ações da empresa, o objetivo da qual, em geral, era desconhecido.

A história da existência de outras pirâmides financeiras foi traçada a partir do século 17 ou 18, na Inglaterra tinha Companhia dos Mares do Sul (1711-1721), na França tinha Companhia do Mississippi (1717-1720), a Companhia Universal do Canal Interoceânico do Panamá (1880-1889). As pirâmides financeiras também ficaram conhecidas no século XVIII, e elas foram criadas exclusivamente para o benefício do estado.

Em 1711, Robert Hartley foi nomeado lorde-tesoureiro britânico, pois os primeiros-ministros eram chamados dessa forma.

Naquela época a dívida estadual da Tesouraria atingiu um valor colossal de 30 milhões de libras. A tarefa era tirar da população os títulos governamentais, pelos quais a Tesouraria era forçada a pagar juros. Para este fim, Hartley criou a "Companhia dos Mares do Sul", cujo alvo era conhecer a América do Sul com os seus inúmeros tesouros. Nos jornais de Londres na hora certa foram publicados vários artigos que prometiam os rendimentos fantásticos aos donos das ações desta empresa. As fotos dos líderes astecas, completamente cobertas de ouro dos pés à cabeça, serviram como provas de tudo isso. Os britânicos comeram a isca e prontamente trocaram seus títulos governamentais pelas ações da empresa, e como resultado a empresa acumulou 80% de todos os títulos. Além disso, o valor de mercado das ações da Companhia dos Mares do Sul aumentou rapidamente, até meados de 1720 pelas ações as pessoas pagavam 10 vezes mais do valor nominal.

Nos EUA, a primeira "pirâmide" foi criada por Charles Ponzi, um emigrante da Itália. Em agosto de 1919, um dos empresários espanhóis enviou Cupom recíproco internacional em uma carta para Charles. Ao descobrir os detalhes da circulação de cupom, Ponzi percebeu que a proporção de taxas de câmbio permite que você revenda com lucro os cupons nos Estados Unidos comprados em alguns países europeus. Ponzi fundou a empresa «The Securities and Exchange Company» (SXC) e convenceu vários investidores que eles precisavam financiar o seu esquema proposto em troca de uma nota promissória simples, prometendo-lhes um lucro de 50% do comércio transatlântico em 45 dias, ou até mesmo 100% em 90 dias, que excedia substancialmente os pagamentos similares dos emissores de outros valores mobiliários. Ponzi não ia comprar cupons. Acontece que os cupons recíprocos internacionais podem ser trocados apenas para o selo postal, em vez de dinheiro — ou seja, cupons não serviram como um instrumento de especulação. Isso não era o segredo — se você quisesse você poderia descobrir o nome de qualquer um dos depositantes. No entanto, até julho de 1920 Ponzi vendia suas notas promissórias no valor de até 250 mil dólares por dia.

No final do século XX, a experiência da regulamentação indireta da oferta monetária foi amplamente utilizada nos espaços abertos da CEI e da Europa Oriental. Na Rússia, por exemplo, além da "MMM", a sociedade anônima que se tornou famosa por comerciais sobre Lionya Golubkov, as pirâmides financeiras foram construídas por 1.700 empresas. Na Romênia, a empresa Caritas atraiu 400.000 compatriotas, num total de US $ 450 milhões.

O sistema bancário de qualquer país também é construído sobre o princípio de uma pirâmide.

3. Uma nova era

Hoje, as enormes mudanças estão ocorrendo na economia global, a partir da redistribuição de ativos pelos novos jogadores dentro de países, mudanças de condições de jogo no sector bancário até urbanização, mudanças demográficas com base na monopolização dos mercados e instituições financeiras.

O projeto MMM oferece um processo estruturado de adaptação às mudanças financeiras. A capacidade de ver o futuro e realizar a participação ativa da estratégia correspondente do jogo social, e não apenas reagir ao fluxo de acontecimentos, será a principal diferença entre os vencedores dos perdedores.

Nesta área não pode haver apenas uma resposta correta, e se este cenário de desenvolvimento se tornará uma decepção ou uma oportunidade de melhorar sua posição financeira depende da natureza da atividade dos jogadores e de seu futuro desenvolvimento.

Graças aos resultados obtidos, você poderá investir ainda mais e criar novas regras do jogo, dar apoio aos recursos operacionais para novos participantes, adicionar as regras necessárias para maximizar seu potencial competitivo.

A pergunta que todos fazem com frequência é o que acontecerá com a pirâmide quando não haverá mais participantes? Bem, em primeiro lugar há dezenas de milhões de participantes potenciais, e em segundo lugar, será que aqueles que participaram com sucesso de algum negócio não irão querer participar dele pela segunda, quinta e décima vez? Então, esse problema também é falso.

Na verdade, a pirâmide de investimentos tem apenas dois problemas:

O primeiro é o pessimismo das pessoas que não tiveram sorte! Portanto, é importante ser sempre otimista e nunca tomar decisões com base na experiência desse tipo de pessoas!

O segundo problema são as pessoas que não querem se dedicar muito a algo! Portanto, se você decidir se juntar ao projeto, alcance os resultados! Caso contrário, você mesmo não terá nenhum resultado e as pessoas que confiaram em você falharão!

Ao criar este projeto nós consideramos todos os erros que foram cometidos em todos os projetos anteriores, o que proporcionou à MMM liderança em sua área. Agora estamos entrando na nova terceira geração da era MMM, baseada nas tecnologias de programação avançada WEB2.0, que incluiu as melhores ideias das pirâmides anteriores e as tarefas para alcançar altos objetivos (no sentido geral).

Assim, hoje o MMM é um dos mecanismos mais eficazes para gerar renda na Internet usando computador! O principal é que nós sabemos como fazer isso!!!

4. BTC, o histórico de escolha

Bitcoin é uma moeda criptografada, cuja popularidade nos últimos meses aumentou significativamente devido ao incrível crescimento da taxa, que não escapou à atenção do público e da mídia. Mesmo se considerarmos que hoje sua taxa caiu significativamente, o bitcoin ainda é uma moeda muito tentadora para usuários comuns. Como essa moeda não é controlada pelos governos, mas sim pelos criadores, alguns representantes das autoridades ficaram visivelmente nervosos, o que deu origem a debates acalorados sobre a necessidade de regulamentar a emissão e a rotatividade de bitcoins. Mas na realidade isso não é tão fácil, considerando a própria ideia de bitcoins e as características da rede de distribuição de moeda criptografada que foram muito bem pensadas pelo seu criador Satoshi Nakamoto. Em 2010, ele saiu do projeto, sem deixar rastros, graças a isso sua personalidade e o fruto de seu trabalho ficaram cobertos de misticismo e lendas. De qualquer forma, sabemos com certeza que, mesmo depois de alguns anos, o bitcoin está mais forte do que nunca e o número de seus seguidores mundiais continua aumentando a cada dia. O volume total de emissão de bitcoins é limitado, uma vez que é a soma dos termos da progressão geométrica decrescente e não excederá 21 milhões.

Uma das principais características do sistema é a descentralização total: não existe um administrador central ou qualquer um dos seus análogos. Um elemento necessário e suficiente desse sistema de pagamento é o programa-cliente básico (ele tem código-fonte aberto). Durante uma execução em vários computadores, os programas clientes se conectam uns aos outros em uma rede ponto a ponto, e cada nó do qual é igual e autossuficiente. É impossível gerenciar o sistema pelo estado ou em particular, incluindo a alteração do número total de bitcoins.

Além disso, a própria natureza das moedas digitais tem muitas vantagens com base no uso do sistema Blockchain em comparação com análogos reais. Os sistemas de pagamento baseados em moeda criptografada são rápidos (a verificação da transação leva apenas cerca de dez minutos) e baratos (você não precisa mais pagar pelo processamento das instituições creditarias). Se acrescentarmos a descentralização, a confidencialidade e a disponibilidade onipresente dessa moeda, o desejo de investir tempo e dinheiro em bitcoins é compreensível e explicável. Embora bitcoin como a moeda não é anonimato absoluto, ele proporciona um grau de privacidade que é impossível para outras opções do pagamento, então essa moeda criptografada tornou-se alternativa eficaz do dinheiro no mundo.

Em Bitcoin investem dois tipos de pessoas: os especuladores que esperam ganhar no hype da moeda criptografada, e as pessoas que não confiam em bancos centrais — comprando bitcoins, eles se asseguram contra a inflação. É assim que o bitcoin se tornou popular na Argentina e na Venezuela, onde a inflação do ano 2016 foi de 720%.

Além disso, o bitcoin ganhou uma enorme popularidade na Nigéria e na China. Nos dois países, há restrições à compra de moedas estrangeiras e à transferência da moeda nacional para exterior. Sérgio Mavrodi popularizou bitcoins também, pois seus projetos recentes MMMGlobal na África e na Ásia trabalharam através da moeda criptografada, do que aumentaram bastante sua taxa.

Assim, os investidores da pirâmide de investimentos receberam não apenas o lucro prometido do próprio depósito, mas também o lucro devido ao crescimento da taxa de bitcoin.

Quanto mais pessoas participarem do jogo financeiro social, mais a taxa de bitcoins aumentará, à medida que a demanda aumentar seu valor.

Em geral, a comunidade de bitcoin é otimista. Apesar de tudo, a ideia de ter uma moeda global descentralizada parece muito atraente.

5. Economia de fundos

A automação de processos de negócios ou de nós de produção parece um passo inevitável para empresas do praticamente qualquer setor. E no período de crise torna-se especialmente óbvio que esses investimentos não são um luxo, mas sim um meio de preservar os fundos dos depositantes.

Sem a automação do sistema, o processo se transforma em uma caixa preta, na qual algo entra e, em seguida, algo sai de lá. Até agora, muitas instituições financeiras existem precisamente nessa condição e, nas condições modernas, esse caminho não leva a lugar nenhum. O desenvolvimento de softwares transparentes precisou de muito esforço e do tempo de nossos funcionários, já que a principal tarefa é a transparência do sistema, o qual os próprios investidores podem monitorar. Deste bloco de processos, removemos a "intervenção manual" e seguimos o caminho do BlockChain. As principais tarefas são: criação de um espaço de informação comum entre o investidor e o sistema de execução, sua exibição em forma de soluções ideológicas e sua implementação no perfil pessoal do depositante, e depois — a estabilização do sistema e sua transferência para operação e suporte.

Em vez de uma enorme equipe de suporte técnico, os participantes se ajudarão mutuamente, participando da vida ativa do próprio sistema e otimizando uma parte dos processos dispendiosos.

Entre o depositante e o MMM deve haver um diálogo aberto e entendimento mútuo.

Estamos construindo o nosso futuro brilhante e financeiramente independente!

6. Oportunidade de unir o mundo inteiro — Globalização

MMM visa corrigir a injustiça no mundo, a injustiça não apenas de uma pirâmide financeira dos próprios Estados, mas também a injustiça dentro de nós mesmos. O jogo financeiro é desenvolvido com base no princípio da assistência mútua — que todos sejam um pouco mais ricos.

A transferência gradual de informações sobre o jogo social no espaço de comunicações globais dos países, cidades, regiões, etc. parece mais lógica.

Associação de pessoas em diferentes países / regiões, com base na ideia geral do MMM e no aumento gradual na importância dessa união, ao contrário de generalizações tradicionais formais (cidadania, nacionalidade, etc.). Finalmente, a transição das fronteiras estatais tradicionais para a sociedade global multifacetada MMM.

Mas entre os muitos argumentos "para" e "contra" existe o fato que durante milhares de anos da existência humana desenvolveu-se em um padrão. O nome desse padrão é globalização. Sociedade global MMM só será possível se todos os participantes compreendam um pensamento simples e claro — (!) se tornar um pouco mais rico é muito melhor do que ser pobre ou pedir empréstimos nos bancos. Claro que você pode discutir e levar como exemplos os argumentos e as leis desatualizadas do "Capital" de Karl Marx. Mas o fato de não ter uma alternativa para as pessoas comuns e os governos de hoje está se tornando mais evidente e negá-lo para as pessoas clarividentes e sábias é estupidez.

Uma comunidade MMM única e global será possível em apenas um caso — se quebrar nossos estereótipos e fazer o trabalho para que cada um no mundo, todas as pessoas tenham uma alternativa aberta dos poderes constituídos, e compreendam a importância da ideia.

7. Dinheiro — o nível de confiança

O sistema bancário está perdendo a confiança das pessoas. De acordo com analistas financeiros, a ausência de concorrência de mercado normal e ação regulatória controversa levou ao fato de que as pessoas já não consideram uma boa ideia manter o dinheiro no banco. Retirar dinheiro da conta bancária conturbado pode ser mais perigoso do que mantê-lo lá. O dinheiro pode ser confiscado pelo estado com a ajuda de uma agência de aplicação da lei. Não há concorrência normal no mercado. Não é segredo que muitas estruturas estatais estão literalmente forçando a abrir contas nos bancos com participação estatal, sem perguntar se é rentável ou não. Na maioria dos estados não existem tais estruturas, que pagam uma compensação no caso do banco falir, pois é o mercado. Portanto, cada um dos seus participantes deve assumir possíveis riscos.

"Tudo isso, eventualmente, leva ao fato de que as pessoas não irão guardar dinheiro no banco, e sim as pessoas irão colocá-lo sob o travesseiro. Isso é compreensível, pois como você pode entregar seu dinheiro ao Estado, que não pode devolvê-lo a você"!

Filosofia MMM — confiamos um ao outro e não aos bancos e ao estado!

8. Ideias de desenvolvimento

O sistema MMM é construído tendo em conta as perspectivas do futuro desenvolvimento. O sistema declara uma finalidade específica e tem uma série de limitações em conformidade com as regras do jogo, as quais em geral, estão chamando para não enganar, mas sim para tornar nossa vida mais divertida e permitir ganhar um pouco de dinheiro.

No futuro, as perspectivas para o desenvolvimento do MMM serão determinadas pelos próprios participantes, e serão criadas novas regras do jogo. O principal problema no desenvolvimento é a crise de confiança.

Em seu estado atual o setor financeiro não é capaz de ajudar os países a superarem a estagnação do investimento.

Nosso objetivo é tornar o sistema totalmente transparente para os participantes, constantemente atualizando o sistema, e a especial importância é colocada sobre o armazenamento seguro de fundos dos depositantes, estamos pensando como resolver conflitos de interesse e como reduzir os custos de supervisão. As sugestões criativas dos participantes não só irão promover o desenvolvimento da comunidade MMM, mas também irão levar a grandes mudanças no sistema e a sua evolução, entre os quais podemos distinguir o aumento do volume de investimentos diretos; a expansão de oportunidades para reformas estruturais; aceleração do crescimento do bem-estar financeiro dos participantes.

9. Alfabetização financeira

Somos constantemente ensinados sobre alfabetização financeira. Os estados gastam muito dinheiro nisso. Parece que durante muitos anos e bilhões de dólares gastos neste trabalho a situação deveria estar se movendo do beco sem saída. No entanto, as estatísticas são bastante decepcionantes. Talvez, portanto, as autoridades financeiras estejam gradualmente mudando sua tática: é muito mais fácil colocar barreiras nas pessoas do que tentar incutir alfabetização financeira. Numerosos "períodos de resfriamento" são introduzidos nos contratos, ou seja, o tempo dado ao cliente para verificar todos os documentos, é apenas uma pequena parte deste trabalho. Às vezes, o regulador age na liderança, impondo restrições a mercados ainda jovens e sem formação. Assim, os bancos de alguns países receberam o direito de determinar de forma independente os limites dos cidadãos para investirem em ICO, bem como limitar o tamanho dos investimentos atraídos pelas empresas através deste mecanismo. As próprias leis estão apenas se preparando para ver a luz, mas a decisão já foi tomada. A faxina do mercado financeiro e a sua monopolização destinam-se também a simplificar, regulamentar e aceitar decisões financeiras pelos cidadãos. E diz respeito não apenas aos bancos, mas também às bolsas de valores. É necessário dizer separadamente sobre a reforma mal sucedida do mercado forex. Após a apresentação de uma licença para este tipo de atividade, o número de empresas empregadas oficialmente diminuiu de dezenas de milhares a alguns, e sobraram aproximadamente mil clientes 'brancos' do mercado forex. No mercado bancário, os reguladores colocam tudo ordem há muito tempo — centenas de licenças revogadas confirmam isso. Mas será que houve menos queixas? Acontece que os programas de larga escala apesar dos consumidores de serviços financeiros, ainda não levaram aos resultados desejados. Além disso, existe o perigo de monopolização do mercado. Por exemplo, a participação do estado no sistema bancário dos estados já excede 70%. Os monopólios, conscientemente ou não, mas que foram criados nos setores financeiros prejudicam muito mais os direitos dos consumidores. Sim, os monopolistas são mais fáceis de serem controlados, mas a qualidade dos serviços e produtos nesse caso tende a zero. Há uma receita "liberal": nada a proibir, mas não se esqueça de avisar. Mas há claro, as abordagens mais ponderadas. Elas incluem restrições e barreiras razoáveis, por um lado, e por outro lado incluem uma escolha suficiente de ferramentas. Mas, como resultado, as pessoas devem aprender a assumir responsabilidade por suas decisões financeiras.

10. Coesão

Filosofia MMM é a formação de uma equipe coesa e competente.

Na hierarquia de valores organizacionais, falando do "novo participante" você fala do seu lucro.

Coesão do grupo MMM é um fator muito importante para o funcionamento eficiente do jogo financeiro, é um indicador de força, estabilidade e coerência da comunidade. É um fator importante na eficácia de funcionamento de qualquer equipe. Em uma equipe coesa da comunidade financeira, a motivação e o senso de responsabilidade em relação aos outros membros da equipe aumentam.

O objetivo geral é tornar-se mais rico e melhorar sua situação financeira.

Os participantes precisam entender o que e por que estão fazendo, e também lembrar qual objetivo comum os une. Em muitos jogos financeiros, a comunicação entre participantes de diferentes programas é minimizada e, às vezes, eles nem interagem entre si. Mas, apesar da diferença em suas condições, todos estão unidos por um objetivo comum. A comunicação entre os participantes irá beneficiar o jogo social e permitir que os participantes se sintam como um só.

Juntos avançar em direção a um objetivo comum, gerar novas ideias que ajudarão a melhorar o status do MMM no mercado.

11. O capital

O capital é uma coleção de propriedades usada para obter lucro, direção de ativos na área de produção, investimento ou prestação de serviços com a finalidade de obter lucro.

Isso é tudo o que pode gerar renda, ou os recursos criados pelas pessoas para produzir bens e serviços. Em um sentido mais restrito, o capital é uma fonte de renda de trabalho em forma de meios de produção, contribuído para o negócio.

Nem todo mundo entende que absolutamente todas as pessoas estão empenhadas em investir no mundo moderno. De fato, até a educação é um tipo especial de investimento, pois é uma contribuição para o futuro. Os investimentos ajudam a superar a regra econômica básica. Ela diz que se a pessoa guarda dinheiro em casa, a quantidade do dinheiro está diminuindo continuamente. Pois o poder de compra do dinheiro disponível é constante e inevitavelmente reduzido. Inflação, várias crises econômicas, bem como desvalorização, levam a isso. Daí o objetivo mais importante de qualquer investimento não é apenas preservar o capital, mas também aumentá-lo constantemente. Gastar o mínimo de tempo e esforço para gerar renda é bastante real. Essa opção de ganhar dinheiro é chamada renda passiva. E é este método de ganhar dinheiro que todas as pessoas adequadas procuram. Especialmente diz respeito aos empresários e também aos que ganham dinheiro, ou seja, pessoas que lucram pela Internet.

Uma maneira de ganhar dinheiro passivamente é investir em alguma coisa lucrativa. Em outras palavras, os investimentos bem-sucedidos permitem esperar que, eventualmente, você possa atingir o objetivo principal de qualquer pessoa sensata, que é um gasto mínimo de tempo para ganhar dinheiro.

Então, uma pessoa terá a oportunidade de fazer o que for conveniente para ela. Como resultado, um investimento de sucesso a levará para o fato de que a pessoa não precisará ir trabalhar todos os dias e passar a maior parte do seu tempo garantindo uma vida decente para sua família. Muitas dessas declarações são muito céticas. Isso é compreensível, dado que em muitos países a política e a economia são muito instáveis. Mas faz sentido parar de duvidar, é melhor avaliar sobriamente as oportunidades juntamente com o MMM.

É importante lembrar que pessoas inseguras nunca serão capazes de se livrar da falta de dinheiro, bem como de um fardo pesado de um empregado.

12. Imperialismo

"Imperialismo" em latim significa "poder ou dominação". A fonte original deste termo é desconhecida, mas ele é usado exclusivamente para caracterizar políticas de estado que apoiam relações desiguais na sociedade. O objetivo da política externa dos países imperialistas é a expansão de seu próprio território, através da adesão forçada ou voluntária. Os países imperialistas são distinguidos pela presença de uma ou várias das colônias, bem como o desejo de superar outros países, não só em política, mas também em termos econômicos. A política interna dos estados imperialistas está associada às atividades de grandes centros monopolistas, que concentraram a maior parte do capital industrial e financeiro. Crescimento e desenvolvimento dos países capitalistas no continente europeu, o aumento da população trabalhadora, disposta a trabalhar e ganhar dinheiro, o surgimento de novos tipos e formas de gestão — tudo isso, sem dúvida, foi uma razão que a Europa deixou de atender a população em termos políticos, sociais e culturais, que como resultado, ficou a causa do desenvolvimento do imperialismo como a fase superior do capitalismo que permite a expansão para outros países praticamente impune. No presente momento, apesar do surgimento e desenvolvimento de uma sociedade democrática, o conceito de imperialismo não desapareceu, ao contrário, ele atingiu um novo nível global. A sociedade moderna existe no contexto da globalização em massa, destinada principalmente a proteger os interesses da classe exploradora, representado pelas grandes empresas monopolistas, cujos membros estão no poder e ditam as regras do jogo não apenas aos estados separados, mas sim aos continentes inteiros. Assim, o termo "imperialismo" não perdeu seu significado imediato na sociedade moderna, manifestando-se nas empresas industriais existentes e nas políticas que elas ditam. Um mundo unipolar que surgiu não exclui o fato de que o governo ainda pertence àqueles que têm suficientes alavancas políticas, econômicas e financeiras de pressão sobre a sociedade. Grandes empresas industriais ainda são muito fáceis de sobreviver às crises emergentes, enquanto as menores são forçadas a obedecer às regras ditadas por elas.

Nós nos esforçamos para mudar esses conceitos pela própria pessoa — nós mesmos devemos governar e não devemos ser governados. O desejo da comunidade MMM é quebrar velhos estereótipos e ir para o próximo nível de ideologia, a sociedade dita e cria regras em vez de monopólio.

13. Tudo para o benefício do povo

Recentemente, o maior conglomerado financeiro suíço Credit Suisse divulgou um relatório anual sobre a distribuição da riqueza mundial. As estatísticas mais uma vez confirmaram que o motivo mais importante para a rejeição do estabelecimento mundial pela população global terrena fica em uma concentração sem precedentes dos bens materiais entre um punhado de pessoas que se considera a elite mundial. Diferenças na riqueza entre as pessoas surgem por muitas razões. A mudança na riqueza média em diferentes países responde pela maior parte da desigualdade observada no balanço mundial, mas também existe desigualdade considerável dentro dos países. As pessoas com um baixo nível de riqueza são desproporcionalmente comuns entre os grupos etários mais jovens, que até agora têm poucas chances de acumularem bens. Outros podem ter sofrido perdas comerciais, ou infortúnios pessoais, ou vivem em regiões onde as perspectivas de criação de riqueza são limitadas. Às vezes as oportunidades são limitadas para mulheres ou minorias sexuais. Além disso, muitas pessoas do outro lado do espectro adquiriram enormes fortunas através de uma combinação de talento, diligência e sorte. Enquanto os níveis médio e inferior da pirâmide são importantes, o segmento superior é provável que continue a ser o principal motor para a mudança no mundo de investimentos e finanças.

Os indicadores do Credit Suisse de meados de 2017 falam que atualmente no topo da pirâmide estão 140900 pessoas com ativos de mais de $ 50 milhões, incluindo 11000 "ultrarricaços" da China (8% do total volume mundial), o que mostra o crescimento econômico da China 100 vezes mais desde o início do século. Como podemos ver a distribuição da desigualdade da riqueza material está bem visível.

Este jogo não é apenas um jogo social — nós criamos uma nova comunidade que irá existir conforme novas regras dos participantes, e essa comunidade irá mudar a distribuição da riqueza no mundo para o bem de todos!

Nós podemos fazer muita coisa!